Dia #58 Por que deixamos de fazer nossas roupas?

Outro dia uma amiga linda postou no insta um look todinho feito pela mãe. Aquilo me encheu de nostalgia. Me lembrei de quando eu era criança e minha mãe deixava eu desenhar minhas próprias roupas e levar na costureira. Lembro especialmente de um trapézio lilás com legging roxa que eu a-m-a-v-a.

Me parece estar em desuso fazer as próprias roupas na costureira, mas não entendo o porquê. Claro, é muito mais fácil entrar numa fast fashion e escolher várias peças baratinhas, prontas e divididas em 10x no cartão. Mas isso se compara com a beleza de ter uma roupa especialmente feita para você, com suas medidas e do jeitinho que você quer? Isso sem falar que você sabe exatamente em quais condições as roupas estão sendo fabricadas e estimula negócios locais. É tudo de lindo.

Se você tem a sorte da Susan e tem uma mãe prendada, que tal inventar umas modas? Eu tenho uma amiga muito especial que sempre topa as minhas maluquices, a Carina Rosa, costureira de mão cheia em Piçarras. Encontre um par de mãos talentosos e crie roupas que realmente representem quem você é. Roupas para amar ❤

Esta é a Susan usando o look todo feito pela dona Saskia. Obrigada, amiga, por deixar eu postar essas fotos tão inspiradoras. Você é uma musa! Esse sapato lindo que ela usa também foi feito pela mãe – que eu tô desejando muito (será que ela aceita encomendas?).

IMG_0410

IMG_0746

E aqui tô eu hoje, usando a saia feita pela Carina com um tecido que eu vi na rua e AMEI. Se você estiver de passagem pela cidade mais linda do mundo e quiser conhecer o ateliê dela, fica na Rua Nossa Senhora da Paz, 21, Centro, Piçarras, SC.

IMG_0839

IMG_0841

IMG_0840

IMG_0842

Veja outros looks com as peças usadas hoje!
saia floral midi
camiseta preta estampada
jaqueta de couro 

Dia #57 Um guarda-roupa que caiba na mala

O meu critério na hora de reduzir o guarda-roupa foi “precisa caber na minha mala”. Daí, imaginei que 50 peças seria esse número, mas nunca realmente fiz o teste. Como hoje vou viajar pensei que seria uma boa oportunidade e – vejam só – coube com folga. Estou bastante orgulhosa.

Não é um bom dia para ter a mala extraviada, mas nem vamos falar isso em voz alta, ok?

IMG_0617

IMG_0616

IMG_0618

IMG_0619

Veja outros looks com as peças usadas hoje!
calça jeans
camiseta preta estampada
jaqueta Adidas 

Dia #46 Trend furada

Como seguir uma tendência e se sentir ridícula. Este é o tema de hoje. Resolvi usar meu tênis de corrida com blazer, porque sempre acho lindo quando a Jules usa. Mas adivinha, só? Odiei. Talvez funcionaria se não fosse tão rosa, mas o fato é que agora ele só vai sair de casa para ir na academia e voltar.

Descoberta do dia: sinta sua intuição. Se você torce o nariz para uma coisa, não insista, é porque você não gosta mesmo. É aquele clássico “adoro nos outros, mas não acho legal em mim”. Quando isso acontece, talvez o melhor seja deixar as outras pessoas usando e ficando lindas enquanto você respeita o próprio gosto e pratica o deboísmo.

IMG_5596

IMG_5597

IMG_5598

Veja o outros looks com as peças usadas hoje!
camiseta preta estampada
blazer preto
calça jeans 

Quais são as 50 peças

Aqui estão catalogadas todas as 50 peças de roupa que vão fazer parte do desafio. Elas também estão listadas aqui no lado esquerdo da página, onde você pode clicar em cada uma para ver os looks que já foram feitos com a peça 😉

50-pecas

Os favoritos do mês

Completei um mês de desafio e já escolhi os looks preferidos. Fazendo uma retrospectiva dos últimos 30 dias, descobri que fiquei satisfeita com o que vesti em todos os dias. A razão é óbvia: as 50 peças escolhidas são as que eu mais gosto, logo, todo o meu armário é composto de “queridinhos”. Muito mais fácil sair de casa alegre.

Agora, os top 6 do mês:

1. Mad Man
2. Short jeans e blazer
3. Boho urbano
4. Batom bordô
5. Short jeans e salto
6. Fazendo a francesa

foto

Dia #18 De bem com o short

Raramente usava short por razões de coxa grossa. Mas a gente vai crescendo, amadurecendo e criando coragem para usar o que bem quiser. Quanto mais eu viajo, mais percebo como nós, brasileiras, somos demasiadamente oprimidas com um ideal de corpo e limitamos a nossa vida por não alcançar esse padrão.

Pelo mundo, vi meninas de todos os tipos usando todos os tipos de roupas. Coxa apertada sob o short? Sim. Barriga aparecendo? Com certeza. Topless de peito caído? Muito. Por que não? Vou fazer topless só quando reencarnar com o corpo da Kate Moss? E se não houver outra chance? E se eu só tiver esta vida aqui com este corpinho meu?

Vamos parar de deixar de fazer/usar coisas porque achamos que não podemos?

IMG_4303\

IMG_4299

IMG_4301

IMG_4300

IMG_4302

Veja outros looks com as peças usadas hoje!
short jeans
camiseta preta estampada
blazer preto