O que fazer depois do desafio? Novas regras para o Less is the new black

Passei um ano sem comprar roupas novas e vivendo com o que coube na minha mala: 50 peças. Disso você já sabe. Se está chegando por aqui agora e quer entender o desafio, eu conto tudo nos posts anteriores do blog.

Eu estava com algumas ideias sobre o que fazer em seguida, mas não queria tomar nenhuma decisão sem saber como seria esse pós desafio. Tirei férias do blog, observei e refleti muito antes de formular definitivamente o que será este projeto de agora em diante.

Assim que acabou o meu ano sem compras, muitos acharam (eu mesma, inclusive) que a primeira coisa a fazer seria, naturalmente, comprar. Mas demorou até isso acontecer. Sem dúvida consegui acabar com as compras por impulso durante o desafio. Só por isso já teria valido a pena. Mas a mudança foi muito mais profunda. E isso eu também já expliquei aqui.

Três meses se passaram sem comprar nada novo. Mas eu comecei a entrar novamente nas lojas e experimentar muita coisa. Eu nunca gostei de experimentar roupas, achava trabalhoso e desnecessário. Realmente, é trabalhoso, mas extremamente necessário. É a única maneira de aprender o que funciona bem em você. Comprar sem experimentar é garantia de mais uma peça abandonada no armário.

E não queremos mais peças abandonadas no armário, certo?

Para evitar voltar a acumular coisas agora que eu me permiti a comprar, minha primeira decisão é continuar com o número de peças que tenho hoje. Decidi que esta quantidade de roupas funcionou bem para mim, cabe na minha mala, deixou o meu guarda-roupa mais organizado e a minha vida mais simples.

Então, o desafio continua com as seguintes regras:

  1. Viver bem com 50 peças de roupas.
  2. Para entrar uma roupa nova no armário, outra tem que sair.

Sou grata ao guarda-roupa que me acompanhou no último ano. Ele funcionou muito bem, não senti falta de nada e vivi feliz da vida com o que eu tinha. Aprendi muito com ele e chegou a hora de fazer algumas mudanças. É preciso. A vida muda, a gente muda.

No ano passado, ao escolher as peças que ficariam, optei pelas roupas com as quais eu conseguiria fazer o maior número possível de combinações. Foi uma aposta segura. Hoje, estou mais confiante e sei que dá pra se virar lindamente com uma quantidade limitada de roupas. Estou pronta para incluir mais cores e estampas nesse caldo.

Com isso em mente, comecei a pensar em algumas substituições para o meu novo armário cápsula. Mas isto já é assunto para o próximo post onde conto tudo o que entra, o que sai e o porquê. Aqui vai só um preview:

img_3121

img_3120

Peças novas:

Body preto (roubado da mãe)
Saia pareô chevron (Loja Três)

 

 

Dia #115 Quantas vezes você vai usar esta peça?

Esta é uma ótima pergunta na hora de decidir se você deve ou não levar aquela roupa que você tanto ~precisa~.

Responda sinceramente: você se compromete a usar esta peça mais de 30 vezes?
Não? Então, deixa pra lá.
Sim? Certeza? Então leve e lembre-se da sua promessa.

Cheguei nessa conta analisando a peça que eu mais usei no desafio até agora, a camiseta branca. Estou há mais de 100 dias sem comprar roupas e usando um armário de 50 peças e a mais usada foi vestida apenas dez vezes.

IMG_5604-2
Eu só sei disso por causa das fotos dos looks diários e o sistema de busca aqui do lado que categoriza cada peça e dá pra encontrar como eu usei cada uma. Se me perguntassem quantas vezes usei a camiseta branca eu diria “ah, mais de 30!”. Ou seja, não temos noção de como nossas roupas são pouco usadas, mesmo aquelas que a gente “não tira do corpo”.

Tem alguma peça aí no seu armário que está sendo pouco usada? Coloca ela em um lugar visível e se comprometa a escolhê-la X vezes num período X de tempo. Exemplo: “vou usar essa saia de bolinhas uma vez por semana durante este mês”. Se nem assim você consegue colocar a pobrezinha pra passear, está na hora de deixá-la seguir viagem: doe, troque ou venda.

O look de hoje tem dois hits: o suéter cinza (5 vezes) e o short jeans (15 vezes). Ah! Considerei a camiseta branca a peça mais usada porque desconsiderei as partes de baixo que, naturalmente, a gente usa mais.

IMG_5568
IMG_5567

IMG_5565

Veja outros looks com as peças usadas hoje!
suéter cinza
short jeans

Dia #114 O que fazer com as roupas íntimas que você não usa mais?

Ok, você tomou coragem e começou a fazer a limpa no armário. Chegou na gaveta das calcinhas e não sabe o que fazer com elas porque a maioria você já não usa mais, não quer jogar fora mas também não tem coragem de doar porque é um pouco estranho doar roupa íntima, né não?

O assunto surgiu no nosso grupo no Facebook e a minha xará Dani foi logo dizendo: não é nada estranho não, gente, pelo contrário, moradores de rua precisam – e muito – de doação de roupas íntimas. Claro, elas precisam estar em bom estado. A Dani já trabalhou com população de rua e disse que a doação pode ser feita diretamente em albergues e será muito bem recebida.

Lembrei também de uma dica que estava circulando outro dia no Facebook: aproveita aquela bolsa que também vai pra doação e coloca lá dentro uns pares de roupa íntima, itens de higiene (desodorante, absorvente, etc) um agrado (perfume, batom, chocolate) e entregue para a primeira moradora de rua mulher que você encontrar. Achei lindo ❤

IMG_5589

IMG_5590

Veja outros looks com as peças usadas hoje!
jaqueta de couro
camisa preta
calça jeans 

Dia #112 Cardigã ao contrário

O lema aqui é “compre menos, use mais”. E a melhor maneira de aproveitar mais suas roupas é experimentando usos diferentes. Por exemplo, aquele cardigã que você separou para o armário cápsula pode virar um suéter lindinho se usado ao contrário. No começo, dá uma estranheza e sempre tem um engraçadinho para dizer que você vestiu a blusa errado. Aí o jeito é fazer cara de diva, pensar “quem te perguntou?” e responder com um sorriso amável dizendo que foi de propósito 🙂

Vem ver algumas inspirações:

IMG_5863
Imagens: Pinterest

E o meu look do dia que mostra duas peças que podem ser usadas de quatro jeitos diferentes. Olha só:
#1 vestido com cardigã aberto.
#2 vestido com cardigã fechado como blusa.
#3. vestido com cardigã ao contrário, fechado atrás.
#4. vestido com cardigã amarrado na cintura.

IMG_5573

IMG_5574

IMG_5576

IMG_5575

Veja outros looks com as peças usadas hoje!
vestido bolinhas
cardigã bolinhas