Lojinha da ActionAid no Enjoei arrecada dinheiro para projetos contra assédio

b652e783-7fd2-40fc-9749-ef75e7b3667b-large

Você conhece a história da menina que estava pronta pra sair – e estava linda – mas ficou insegura de andar na rua porque a saia era curta ou justa demais? Claro que sim, isso acontece com a maioria de nós. Segundo uma pesquisa divulgada pela ActionAid Brasil, 90% das brasileiras já trocaram de roupa por medo de serem assediadas.

Não deveria ser assim. Nós temos o direito de ter uma vida livre de violência e isso inclui poder usar o que bem entender sem ser incomodada por ninguém. A ActionAid Brasil e o Enjoei criaram uma lojinha para a campanha #aculpanãoédaroupa. Todo o valor arrecadado será destinado a projetos sociais para empoderar e libertar as mulheres da violência.

captura-de-tela-2017-02-24-as-11-57-12

A lojinha tá cheia de coisas legais. Dá uma olhadinha aqui.

 

Dia #164 Cinco metas de consumo para 2016

A Marina, do blog Moddista, me convidou para refletir sobre as minhas resoluções de ano novo e – como eu amo uma lista – não me fiz de rogada e corri pra fazer uma.

1. Ampliar o desafio para outras áreas da casa e da vida. Quando eu decidi reduzir as minhas coisas e parar de comprar, esperava encontrar sofrimento pela frente. Na verdade, só é difícil no começo e toda essa mudança me fez tão bem que agora eu quero adotar a filosofia pra tudo. Já olhei de relance para as gavetas de maquiagem e cosméticos e avisei: “vocês são os próximos”. Estou analisando processos de trabalho que podem ser simplificados para otimizar o meu tempo e revendo várias coisas na casa e na vida. Espero separar um tempo no próximo ano para fazer a limpa em muitas coisas por aqui.

2. Fazer coisas novas. É impressionante como sobra tempo e energia quando você se livra de alguns hábitos ruins na vida. Em 2016, quero aproveitar um pouco desse tempo para investir em projetos pessoais. Estou voltando a desenhar e vou fazer aulas de aquarela. Também quero aprender a nadar e enfrentar o medo de trilhas. Tudo isso para me levar a novos lugares e experiências.

3. Manter o corpo em movimento e a cabeça fresca. Dois mil e quinze foi um ano importante para mim. Nem de longe foi fácil, mas trouxe grandes aprendizados. Descobri a meditação mindfulness, comecei a fazer ioga, virei corredora. São atividades que estão me ajudando a lidar com a ansiedade e melhorando a minha vida. Todas exigem bastante disciplina e, por isso, quero me dedicar especialmente a elas daqui pra frente.

4. Planejar a vida financeira. Depois de seis meses sem comprar, eu finalmente me livrei de parcelinhas antigas e vou começar 2016 preparada para me reorganizar financeiramente. É um bom momento para estabelecer metas a curto e médio prazo e planejar as prioridades com clareza. Em uma época delicada na economia, o planejamento é o nosso melhor aliado.

5. Ir fundo no desafio do consumo consciente. Mudar um hábito não é nada fácil e o poder da cultura do consumo está aí, o tempo todo em todo lugar. Estou atenta e pretendo seguir firme na decisão de ficar até junho sem comprar. Além disso, quero me envolver mais no assunto e estudar alternativas melhores para o meu futuro como consumidora. Quero continuar trocando ideias com quem está chegando em busca do mesmo objetivo e acho que temos muito caminho pela frente ainda. Tenho pra mim que 2016 será um ano de crescimento para todos nós. E que venham dias lindos.

Feliz ano novo, pessoal!

IMG_7768

IMG_7771

IMG_7770

Veja outros looks com as peças usadas hoje:
short-saia preto
regata preta
quimono estampado